«

»

Nota de esclarecimento – Prefeitura de Pouso Alegre requisita equipamentos do hospital desativado (HMTR) em nossa cidade.

Nota de esclarecimento!

No sábado, dia 11 de abril, recebemos a informação de que a Prefeitura de Pouso Alegre havia requisitado equipamentos do hospital desativado (HMTR) em nossa cidade.

Esclarecemos que essa ação não teve qualquer participação ou interferência do município de Santa Rita do Sapucaí.

Desde o início da atual pandemia, estamos trabalhando com o propósito de cuidar das pessoas e essa foi a prioridade nas diversas ações de combate a Covid-19.

Logo no início, procuramos viabilizar junto aos órgãos superiores a retomada do funcionamento do Hospital desativado (HMTR) há seis anos, porém a urgência requerida e o fato de que as ações necessárias e a reposição de equipamentos faltantes, demandariam tempo e recursos não disponíveis neste momento, mostraram que o caminho que deveria ser seguido tinha que ser outro. Destaque-se que em inspeção ao referido hospital, a própria Superintendência Regional de Saúde chegou à conclusão semelhante.

Diante desse quadro foi necessário priorizar a melhoria da estrutura do Hospital Antônio Moreira da Costa, que já era credenciado pelo SUS. Para isso requisitamos o estritamente necessário do Hospital desativado ( HMTR).

Essa requisição foi feita amparada em Leis do Governo Federal e Estadual de Calamidade Pública e Situação de emergência, pensando unicamente na Coletividade.

Também é importante esclarecer que requisição não significa sequestro, e conforme decretos municipais haverá justa indenização pelo uso dos equipamentos.

Com essa ação equipamos o Hospital Antônio Moreira da Costa com leitos de tratamento semi-intensivo e também equipamentos para transporte de pacientes e uso clínico, especialmente respiradores e monitores multiparamétricos, que são essenciais no tratamento de alguns pacientes com a Covid-19.

Como o nosso Hospital é de média complexidade se fez necessário um convênio de mútua cooperação entre a prefeitura de Pouso Alegre e a prefeitura de Santa Rita do Sapucaí, com interveniência dos hospitais Antônio Moreira da Costa e Hospital Samuel Libânio, visando maior eficácia e consequentemente melhor tratamento aos pacientes.

Importante informar que o Hospital Samuel Libânio é referenciado pelo SUS como Hospital de Alta complexidade e está estruturado para atender os casos mais graves.

Um exemplo é que muitos pacientes com a covid-19 necessitam de hemodiálise e portanto terão que ser transferidos para aquele hospital.

O convênio que viabilizou leitos no Samuel Libânio e no Antônio Moreira da Costa foi assinado no dia 1º de abril de 2020, e não tem qualquer relação com o fato ocorrido no sábado, dia 11 de abril de 2020.

Enfatizamos que as requisições feitas pelo nosso município, com total aparo da lei, tiveram o aceite e concordância do atual responsável pelo Hospital desativado.

Reiteramos que o município de Santa Rita do Sapucaí não participou da ação de retirada dos equipamentos no sábado, dia 11 de abril.

Imbuídos do propósito maior de salvar vidas, estamos trabalhando com muito afinco e Amor para que dentro das nossas possibilidades possamos realizar o melhor para o povo santarritense.

Agradeço a compreensão, na certeza que sairemos todos melhores desse processo.

Wander Wilson Chaves
Prefeito Municipal

 

Pagina 1 oficial

Pagina 1